sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Para o meu amor que está chegando

Abra a porta e entre devagar. 
O último amor quebrou a maçaneta quando resolveu fechar com brutalidade as portas do meu coração. Demorei um tempo para concertar. 
Pode vir até a cozinha. Preparei biscoitos e café para te receber, mas queria mesmo era saber se eu já poderia ir preparando a vida...
Depois, passe pela sala e veja as certezas que mudei de lugar. 
Vá em direção ao escritório que tem no fundo do meu coração (ou do corredor), banhado pela luz do sol de primavera. 
Escorra suas mãos sobre os livros nas prateleiras e perceba o quanto li sobre o amor e nada aprendi.  
Espero que não ligue para a desordem que viu neste escritório, estou precisando de uma ajuda para arrumar a ilusão desse sentimento. Me ajuda? 

PS: O café não vai esfriar. 

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Te transformando em palavras

Ei, querido, eu vou te transformar em um texto mas não se assuste.

Vou descrever esses seus lábios, mágicos que me tiram do sério cada vez que encosta no meu pescoço.

Vou descrever essa sua voz, paranormal que arrepia até meu último fio de cabelo.

Vou descrever esse seu abraço, gostoso quando me aperta e me passa a segurança de que está tudo bem lá fora.
Vou descrever esse seu braço, musculoso, transbordando de pegada pra usar e me fazer perder o ar.

Vou descrever o seu cabelo, macio, castanho e tão apropriado para um cafuné no fim da tarde.

Vou descrever seus olhos, calmos, mas tão calmos que costumo descansar os meus lá.

Vou descrever o seu sorriso, ah... Esse me ganha por inteira, da cabeça aos pés e sem pensar no risco que eu posso correr.

Vou descrever seu coração, tão sincero, tão apaixonante que me deixa assim, boba e morrendo de amor.

Posso passar horas aqui descrevendo cada pedacinho seu, mas não seriam o suficiente. Depois desse tempo pensando em como te transformar em palavras, consegui finalmente achar uma que se descreve por si só: você

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Te acho em todos os lugares

Oi,

Você pode estar lendo isso então quero deixar claro que te encontrei.

Eu te encontrei no trem,
Te encontrei no ônibus,
Te encontrei na fila para comprar um açaí,
Te encontrei atravessando a rua,
Te encontrei enquanto eu passava pela praça,
Te encontrei em uma loja de discos,
Te encontrei até em uma festa,

O ruim foi quando descobri que não era você.
O que eu tanto via eram partes de você ali nas outras pessoas.

A camiseta amassada do moço do trem,

O cara com a vontade extrema de comer um açaí,

O andar do homem atravessando a rua,

O sorriso que ganhei do menino quando passei pela praça,

O olhar do rapaz sobre os discos enquanto caminhava pela loja,

A dança estranha do cara no meio da balada.

Você foi embora pra longe e tudo que me restou foi sonhar em te encontrar em cada esquina.

Eu ando te achando,

E da onde você está? Já não me acha mais? 


- Bloco de Notas -



domingo, 18 de setembro de 2016

Preciso falar dele.

Essa semana surgiu vários textos de pessoas pedindo desculpas e dizendo que precisavam falar de alguém. Eu, farei diferente: não vou pedir nada, apenas falarei dele. É, ele. Não vai ser uma história de amor com final feliz, pois, quem acompanha o que eu escrevo, sabe que finais felizes, aqui, são raros. Mas mesmo assim quero falar da minha felicidade que durou pouco, e da ausência do abraço dele que jurou estar ao meu lado, mas foi embora num dia qualquer alegando ser frio demais pro amor. Desculpa, mundo. Mas eu preciso falar desse cara que derreteu meu coração só com um sorriso e tinha o olhar mais  brilhante que já vi. Espera só eu encontrar as palavras certas, tá? (...)
Agora pensando bem, vejo que eu nunca consegui ao certo explicar o que senti por ele. Sei que foi um sentimento grande. Sentimento esse, que até hoje ainda me faz pensar nele. Mas voltando ao assunto.
Eu fui completamente apaixonada por aquele sorriso dele. É, aquele sorriso. O que ele dava quando falava ou quando tirava alguma foto. Falando em foto, ele tem uma que me faz sorrir. É inevitável. Não tem como não ver o sorriso dele e não sorrir também. Não tem como olhar nos olhos dele e não sentir os seus brilharem.
Eu amava o sorriso dele, mas ele não gostava de sorrir.
Eu tive meus erros, mas não é deles que quero falar. Só quero focar nele e em tudo de bom que ele deixou pra trás, além de mim, claro. Brincadeiras à parte, ele é incrível e essa foi a palavra que eu mais disse a ele. Não por querer, não pra agradar, mas pelo simples fato de ser verdade. E se você o conhecer um dia, saberá disso também.
Ele tem um jeito doce e ao mesmo tempo engraçado. Me arrancou sorrisos sinceros, algo que há tempos eu não consegui fazer. Ele derreteu meu coração de uma forma que eu não pude impedir. Era nele que eu pensava sempre que acordava e eu ignorava todas as outras mensagens apenas para responder ele.
Mas infelizmente, não fui boa o bastante pra derreter o coração dele o suficiente. A ponto dele desapegar da frieza e querer embarcar nesse navio ao meu lado. E de coração, eu não sinto nem um receio por isso. Claro, doeu, mas eu ainda não tenho forças pra cuidar de alguém de verdade, nem de amar tanto, e ele merece algo tão verdadeiro que o faça entender que ele é assim, incrível. Como eu sempre tentei o mostrar.
Ele é a frieza mais doce. O sorriso mais sincero. Ele é o brilho nos olhos que te faz suspirar. E se um dia alguma garota tiver a audácia de entrar nesse campo minado, eu digo de coração: vai.  Mas vai e o faz feliz pois ele não é pra qualquer uma, não. Ele não foi pra mim.
Ele não ficou tanto tempo aqui, mas marcou de uma forma intensa e quando eu olho pra trás, eu lembro de tudo e tenho orgulho de ter feito parte de um pedacinho da vida dele. Mesmo que ele não lembre de mim lá na frente, mas eu lembrarei.
Ele foi o melhor pouco tempo da minha vida. E acredite, meu carinho por ele é de amizade, mas eu precisava falar do quão eu senti por ele  e do quão ele foi importante pra mim, apesar dos erros meus. E agora sei que depois de tantas coisas aqui ditas, eu ainda poderia escrever mais sobre ele.
Mas eu já disse o que preciso. O resto você dirá quando o conhecer. Se é que terá essa sorte.
________________
Fiquem com Deus. Beijo grande! ❤